Home » » Veja qual lipo atende a sua necessidade

Veja qual lipo atende a sua necessidade

Written By Luciana Sabbag on quinta-feira, 8 de março de 2018 | março 08, 2018

Entre os mais pedidos para manter a boa forma está a lipoaspiração, que consiste na aspiração de gordura através de cânulas. A cirurgia pode ser indicada em qualquer parte do corpo, porém é  mais comum no abdômen, na região dorsal, coxas, costas, lateral das mamas, braços e no submento (papada). Ela é classificada em pequena, média ou grande, que varia segundo a quantidade de gordura retirada e partes do corpo abordadas. Apesar de ser cada vez mais comum, a lipoaspiração não deve ser vista como um tratamento para obesidade; ela serve para modelar o corpo e não para emagrecer. E assim como qualquer cirurgia exige cuidados.

Na maioria dos casos é retirado, no máximo, 7% do peso corporal, de acordo com o Conselho Federal de Medicina (CFM). “O local  a ser lipoaspirado é escolha do paciente, mas é importante a orientação do cirurgião plástico que pode avaliar a necessidade real do procedimento. Como é uma cirurgia, vários exames prévios são necessários para saber se está tudo bem com a saúde da mulher e para que a cicatrização ocorra da melhor forma possível”, afirma o Dr. André Colaneri, cirurgião plástico. Em alguns casos, é possível fazer a lipoaspiração em várias partes do corpo durante um mesmo procedimento.


DIFERENÇAS ENTRE AS LIPOS


Assim como a medicina em geral, a cirurgia plástica também tem evoluído bastante nas últimas décadas. Hoje são vários tipos de lipoaspiração, cada uma para atender melhor às necessidades dos pacientes. O Dr.  Colaneri lista as principais:


- Lipoescultura: neste procedimento, parte da gordura aspirada é enxertada em outra parte do corpo (glúteos, depressões, vincos da face, etc) visando um preenchimento dessa área. Parte da gordura enxertada (cerca de 40%) é reabsorvida.

- Vibrolipoaspiração: é  realizada a partir de um aparelho que faz a cânula vibrar, facilitando a penetração na gordura, sendo menos traumática, com menor dor pós-operatória e menor sangramento.

- Lipoaspiração ultrassônica:  na primeira fase desta cirurgia se insere uma cânula com ponta de ultrassom, que visa liquefazer a gordura. Em seguida, faz-se a lipoaspiração tradicional para aspirar a gordura liquefeita e a que também não foi. Assim como a vibrolipoaspiração, também apresenta menor trauma e menor sangramento.

- Lipoaspiração a laser: é parecida com a ultrassônica, mas com o laser no lugar no ultrassom. A vantagem é uma maior retração da pele, se comparada à lipoaspiração sem laser.

- Hidrolipoclasia: é um procedimento sem cânula, no qual se injeta soro fisiológico ou água destilada na gordura e depois se realiza ultrassom externo, visando liquefazer a gordura.

- HLPA: conhecida também como hidrolipo aspirativa, é a associação da hidrolipoclasia e a lipoaspiração tradicional ou vibrolipoaspiração. Ela é menos dolorosa por causa da ação anti-inflamatória e analgésica do ultrassom.

- Mini-lipo: é uma lipoaspiração pequena, apenas com anestesia local, realizada por partes, com volume menor lipoaspirado, geralmente realizada em clínicas e consultórios.

- Lipo Tumescente: é um codinome diferente para a mesma coisa (mini-lipo, lipo-light). Em todos os tipos de lipoaspiração se injeta anestésico, soro fisiológico e adrenalina, ou seja, toda lipo é tumescente.


O Dr. André Colaneri, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e responsável pelo serviço de Cirurgia Plástica e Estética da Clínica Colaneri, gravou um vídeo release sobre o assunto, confira:

SHARE

Sobre Luciana Sabbag

Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero. Responsável por matérias especiais para o caderno B e titular de uma coluna no Diário Popular. Redatora especial e redatora de moda do City News, do grupo DCI, que posteriormente adquiriu o Shopping News e o Jornal da Semana. Idealizou e editou o Todamoda, que foi o primeiro caderno totalmente dedicado à moda no Brasil. Responsável pela execução de edições diárias em feiras nacionais de moda, como Fenit, Feninver, Feira de Moda de Fortaleza. Cobertura Internacional e pesquisas de tendências dos desfiles de alta-costura e prêt-à-porter em Paris, Roma, Milão e Londres. Docente do primeiro curso para formação de produtores de moda, ministrado pelo Senac. Foi membro do Conselho de Moda da Faap. Autora de três livros: “A Moda dos Anos 80”, “Na Moda de Corpo e Alma” e “Beleza e Qualidade de Vida de A a Z”.

0 comentários :

Postar um comentário