Home » » Vladimir Herzog é Tema de Peça Gratuita

Vladimir Herzog é Tema de Peça Gratuita

Written By Deise Sabbag on quarta-feira, 4 de abril de 2018 | abril 04, 2018



 Quer saber detalhes e circunstâncias do assassinato do jornalista e dramaturgo Vladimir Herzog (1937-1975), morto nos porões do DOI-Codi, em outubro de 1975 ?  Eis uma boa ocasião: São Bernardo do Campo recebe o espetáculo Patética, montagem da Cia Estável de Teatro, no dia 6 de abril. A apresentação integra o projeto contemplado pelo Proac de circulação de Artes Cênicas Para Rua. E o melhor: os ingressos são gratuitos.


O texto foi escrito um ano depois do  falecimento de Herzog, por seu cunhado e também dramaturgo João Ribeiro Chaves Neto. Com direção de Nei Gomes, a montagem usa o metateatro para mostrar uma trupe de artistas circenses que apresenta pela primeira e última vez a história da personagem Glauco Horowitz. A peça conta a vida de Herzog desde a imigração dos pais para o Brasil, passando pela militância, prisão, depoimentos no DOI-Codi, até a morte e a luta da família para provar que ele não cometeu suicídio, mas foi assassinado. Ao discutir a censura, a própria peça é proibida e o circo é fechado.

Desde 2005 a Cia Estável de Teatro realiza residência artística numa casa de acolhida temporária para 1.500 homens em situação de rua, o Arsenal da Esperança, localizado na Zona Leste de São Paulo. Uma das bases de sua criação é a relação com o entorno, estabelecendo um ambiente vivo e de troca para criação artística com os espaços e a população onde está inserida.

Os acolhidos da casa participaram ativamente do processo de criação do grupo, acompanhando ensaios, assistindo a chegada de cada elemento novo na produção, vendo o “circo sem teto” se erguer dia a dia.  O Arsenal da Esperança  é o ponto de partida para a circulação proposta e as apresentações são abertas aos acolhidos e ao público em geral.

 Além de se constituir numa denúncia da tortura no Brasil, a peça dialoga com questões estéticas da dramaturgia contemporânea. Teve uma trajetória conturbada durante a ditadura militar: o texto foi premiado, a premiação foi suspensa, foi confiscado, depois vetado, só liberado em 1979, e não pôde usufruir dos prêmios (do valor em dinheiro, da montagem do espetáculo nem da publicação do texto).


Com 15 anos de trajetória,  o grupo formado na escola de teatro da Fundação das Artes de São Caetano do Sul foi contemplado em 6 edições da Lei de Fomento ao Teatro para a cidade de São Paulo. O coletivo tem como premissa de sua pesquisa a criação em conjunto com a comunidade onde está inserida. 

Serviço:
Espetáculo PATÉTICA
Dias 6 de abril –  Sexta-feira, às 19h.
Ingressos: Grátis.
Local:  CAJUV -  Av. Redenção, 271 - Centro - São Bernardo do Campo. 


SHARE

Sobre Deise Sabbag

Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero. Responsável por matérias especiais para o caderno B e titular de uma coluna no Diário Popular. Redatora especial e redatora de moda do City News, do grupo DCI, que posteriormente adquiriu o Shopping News e o Jornal da Semana. Idealizou e editou o Todamoda, que foi o primeiro caderno totalmente dedicado à moda no Brasil. Responsável pela execução de edições diárias em feiras nacionais de moda, como Fenit, Feninver, Feira de Moda de Fortaleza. Cobertura Internacional e pesquisas de tendências dos desfiles de alta-costura e prêt-à-porter em Paris, Roma, Milão e Londres. Docente do primeiro curso para formação de produtores de moda, ministrado pelo Senac. Foi membro do Conselho de Moda da Faap. Autora de três livros: “A Moda dos Anos 80”, “Na Moda de Corpo e Alma” e “Beleza e Qualidade de Vida de A a Z”.

0 comentários :

Postar um comentário